Várzea Grande/MT,
-
2 Usuários Online
Já temos  visitas
desde o dia 03/03/2008
  MENU
  FILOSOFIA
  TEOLOGIA
- Links de Filosofia IV
- Links de Filosofia III
- Links de Filosofia II
- Links de Teologia
- Links de Filosofia
- A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
- Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
- Deus é um seio – Narrativas evangélicas
- Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
- Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Tomás de Aquino
Postado em:02/04/2016 às 15:51 
A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
Como diria Gonzaguinha, começaria tudo outra vez, se preciso fosse! Certamente não da mesma forma, até porque  nu...
Postado em:28/03/2015 às 23:49 
Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
Apesar de lançado agora, há muito escrevi este artigo. O autor do livro do Eclesiástico afirma: “Não ordenou a ninguém s
Postado em:01/03/2015 às 15:28 
Deus é um seio – Narrativas evangélicas
No filme de Mel Gibson, A Paixão de Cristo, o que mais me impressionou foi a absoluta fidelidade de Nosso Senhor a Ele m
Postado em:17/12/2014 às 12:34 
Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
Um dos rituais judaicos para expiação dos pecados consistia no fato de toda comunidade colocar as mãos sobre um bode e c
Postado em:30/09/2014 às 17:54 
Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Há muito escrevi este texto. Não faço ideia em que gênero literário enquadrá-lo.  Também não julgo que seja desti...
Filosofia e Teologia
por: - Data:17/02/2008 às Horário: 10:30
Links de Filosofia
 

1)        Prof. Dr. Luiz Jean Lauand

a)       Catolicismo como fonte de valores:

https://www.youtube.com/watch?v=YMGMHuqASLY

b)       Eclipse de Deus - Logos Ludens, o Deus que cria brincando:

https://www.youtube.com/watch?v=7-i1T1fJsUU

c)        Lançamento do e-book "Filosofia e Linguagem":

https://www.youtube.com/watch?v=xnCvFyrkskE

2)       Existe um site chamado Cattedra Rosmini ligado ao Rosmini Institute, ao Istituto di Studi Filosofici di Lugano e à Facoltà di Teologia di Lugano, que se dedica a disponibilizar cursos, congressos e conferências on-line sobre Rosmini, metafísica clássica, “tomismo analítico” etc. Há vários estudos, por exemplo, sobre a atualidade do chamado argumento ontológico de Anselmo. Destacaria:

a)       O videocurso (dez lições) de Alain de Libera — em italiano — sobre L’identità personale nella filosofia medievale: “O argumento do curso é aquele da ‘identidade pessoal’ na filosofia moderna (Descartes e Locke) e no medievo (um problema filosófico-teológico). O curso trata da pessoa, da personalidade e do sujeito na filosofia e teologia antiga e medieval, tocando temas como o ‘sujeito da ação’, na escolástica e na filosofia moderna (Tomás de Aquino, Locke, Kant, Reid).”(A tradução livre da apresentação do curso é nossa):

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/lidentita-personale-nella-filosofia-medievale/

b)       O videocurso (dez lições) Filosofia Pratica ministrado por Enrico Berti: “Por que é atual a filosofia prática? O curso é principalmente baseado em comentários de passagens de autores que vão de Platão a Gadamer contidos no livro ‘E. Berti, Filosofia pratica, 2004, Guida’”. (A tradução livre da apresentação do curso é nossa). O curso procura mostrar, entre outras coisas, quando e como se originou a identificação entre a frónēsis e a filosofia prática. Berti defende que a filosofia prática, em Aristóteles, é uma ciência distinta da frónēsis, que não é uma ciência:

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/filosofia-pratica/

c)        O videocurso (dez lições) Le prove dell’esistenza di Dio nella filosofia classica ministrado por Enrico Berti: “O curso se propõe a ilustrar as principais provas da existência de Deus elaboradas por alguns filósofos que se podem considerar clássicos, ou seja, Aristóteles, Anselmo de Aosta e Tomás de Aquino. A propósito de cada um deles serão ilustradas e discutidas também as retomadas ou as críticas desenvolvidas por alguns filósofos modernos (Descartes, Leibniz, Kant, Hegel) e por alguns filósofos contemporâneos que se reportam à ‘metafísica clássica’ (S. Vanni Rovighi, G. Bontadini, M. Gentile).” (A tradução livre da apresentação do curso é nossa):

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/le-prove-dellesistenza-di-dio-nella-filosofia-classica/

d)       O videocurso (dez lições) La teologia razionale nella filosofia analitica ministrado por Mario Micheletti: “O curso tem como objeto o renascimento, já faz ao menos vinte anos, da teologia racional no interior daquela filosofia analítica que, inicialmente, tinha sido ateia e inimiga declarada da metafísica. O curso, em particular, ilustrará as principais formulações das provas da existência de Deus em alguns filósofos analíticos contemporâneos, pondo o acento sobretudo na reelaboração em chave modal da prova ontológica e sobre as novas apresentações do argumento cosmológico e da ‘teologia natural’ e os desenvolvimentos da apologética negativa.” (A tradução livre da apresentação do curso é nossa):

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/la-teologia-razionale-nella-filosofia-analitica/

e)        “Nesta entrevista, o Prof. G. Ventimiglia discute com o Prof. E. Berti sobre temas comuns e sobre as diferenças entre a ontologia aristotélica e a [ontologia] analítica contemporânea. Detêm-se também em uma particular corrente da ontologia analítica que mostra, segundo Berti, uma concepção univocista do ser. Vem abordada ainda a questão da difícil acolhida da ontologia analítica no interior do pensamento cristão.” (A tradução livre da apresentação é nossa):

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/differenze-tra-lontologia-aristotelica-e-quella-analitica-contemporanea/

f)        “A importância destas videoconferências está, em particular, no fato de que naquela ocasião o professor Berti declarou publicamente, depois de ter ouvido a conferência de Varzi, não ter mais nenhuma espécie de reserva sobre a ontologia e sobre a metafísica analítica. Trata-se, portanto, em certo sentido, de um documento histórico, porque pela primeira vez um grande estudioso da chamada metafísica clássica declara encontrar-se completamente ‘em casa’ na metafísica analítica e reconhece que os grandes temas da metafísica aristotélica estão de novo vivos no atual debate em âmbito analítico.” (A tradução livre da apresentação é nossa):

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/metafisica-classica-e-metafisica-analitica-oggi/#1564731804205-1b711eb7-c8fb

g)       O videocurso Dio come Essere (duas lições): “Na primeira parte do curso, dada pelo prof. E. Berti, examinam-se as críticas de P.T. Geach e A. Kenny à concepção de Deus como Esse ipsum subsistens professada por Tomás de Aquino e se reconstrói a origem de tais críticas nas objeções feitas por Aristóteles à doutrina de um ente que tenha por essência o ser mesmo, por ele atribuída a Platão. Com este propósito se leem e se comentam as passagens da Metafísica (livro III e livro X) nas quais Aristóteles desenvolve tais objeções. Depois, segue-se o desenvolvimento da concepção de Deus como ser em Fílon, em Plotino, no comentário ao Parmênides atribuído a Porfírio e nos primeiros filósofos cristãos. Finalmente, examina-se a posição assumida a este respeito por Tomás de Aquino, destacando nela a presença de duas concepções diversas do ser de Deus: uma que reduz tal ser à simples existência, outra, ao contrário, que o concebe como o somatório de todas as perfeições. Enquanto a primeira concepção é exposta às críticas de Aristóteles e dos filósofos analíticos, a segunda é subtraída." (A tradução livre da apresentação do curso é nossa). Mesmo não aderindo às críticas dirigidas a Tomás, divulgo a existência da discussão:

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/dio-come-essere-prof-berti/

h)       Intervenção de Enrico Berti por ocasião do Convegno Internazionale di Filosofia: Dio come Essere? Metafisiche classiche e metafisiche analitiche. O encontro foi promovido pelo Istituto di Studi Filosofici e Giornale di Metafisica de Lugano, em maio de 2015. A intervenção é intitulada: Argomenti aristotelici contro l’esistencia di un Essere per essenza. Novamente ressalto que não concordo com as críticas dirigidas a Tomás de Aquino, apenas registro a existência do debate:

https://www.rosminiinstitute.it/confronti/tomismo/dio-come-essere/

i)         Enfim, há uma intervenção de Berti no Convegno Internazionale di filosofia: Esistenza e Identità. O evento foi realizado pela Università Cattolica del Sacro Cuore de Milão, em maio de 2014. A intervenção é intitulada: Una possibile interpretazione della metafisica classica:

https://www.rosminiinstitute.it/la-rosminiana/convegni/esistenza-e-identita/#1560948369274-c01298b3-999e

3)       Existem várias intervenções de Enrico Berti registradas em vários canais do YouTube. Elenco apenas algumas:

a)       L’etica in Aristotele:

http://www.youtube.com/watch?v=fnsrqOiq6BM

b)       Aristotele e la "philia":

https://www.youtube.com/watch?v=-u1CQpAMtVg

c)        La giustizia nella filosofia antica:

https://www.youtube.com/watch?v=vUfJuCMaSeE&t=18s

d)       Logos e techne nella filosofia antica:

https://www.youtube.com/watch?v=9rOBUFLzovc&t=6s

e)        La natura del bello nel pensiero di Aristotele. Trata-se de uma videolição, na qual Enrico Berti comenta uma tese de doutorado da qual ele foi um dos examinadores. A tese é: Aristotele e il bello. Poesis, praxis, theoria. A autora da referida tese, Lisa Bressan. A tese, que se transformou em livro, foi defendida em 2012 na Università di Padova. No trabalho, a autora defende que o belo em Aristóteles está presente não só na poíēsis, mas também na práxis e na theōría:

https://www.youtube.com/watch?v=coiO_Fpo6z4>

f)        Podcast dia-logando (Enrico Berti— Platone/Aristotele/Parmenide):

https://www.youtube.com/watch?v=KGBrdgcuS4c&list=PL4D5B514D3F61619F

g)       Heidegger e l'etica aristotelica:

https://www.youtube.com/watch?v=seHJS2hjRFU

h)       Encontro de Apresentação da nova tradução da Metafísica de Aristóteles feita por Enrico Berti. A edição, que conta também com introdução e notas do tradutor, é da editora Laterza. A parte mais instigante do encontro é a fala do erudito. Berti explica que procurou afastar-se das traduções que pretendiam transformar a Metafísica numa teologia racional. Esta tendência de fazer da Metafísica uma espécie de teologia racional, segundo Berti, remonta ao célebre comentário à Metafísica de Alexandre de Afrodísia. Ora, este comentário, sempre segundo o estudioso, influenciou as antigas traduções da obra e mesmo as interpretações que ela recebeu durante séculos:

https://www.youtube.com/watch?v=i7NNekWgE_k

i)         Apresentação do livro “Verità e comparazione in Aristotele” (Venezia: Istituto Veneto di Scienze, 2014) de Matteo Cosci, com prefácio de Enrico Berti. O volume, na verdade, é a tese de doutorado do autor defendida na Università degli Studi di Padova, sob a supervisão de Enrico Berti. No link abaixo, a parte mais interessante são as considerações iniciais de Berti:

https://www.youtube.com/watch?v=nQYC8zAJljM&t=233s

j)         Num encontro intitulado “Mente e Neuroscienze”, há uma intervenção de Berti, a última de uma série, sobre o tema: “Mente e anima: due entità?”. Nela, dialogando com autores contemporâneos, ele tenta mostrar a atualidade do conceito de psykh de Aristóteles como forma do corpo, como “ato primeiro de um corpo físico que tem a vida em potência”. Apenas penso que a questão da imortalidade da alma, ao contrário do que diz Berti, é uma questão filosófica:

https://www.youtube.com/watch?v=-BcUVrWQcEA&t=4441s

k)       Verità come "conformità" — Dialogo tra Filosofia e Scienza:

https://www.youtube.com/watch?v=nycGmKFQDxo

l)         Una Filosofia "metafisica":

https://www.youtube.com/watch?v=QZrAa1NqMGg&t=115s

m)     Intervista a Enrico Berti. Penso que o termo thaỹma diz mais do que fala Berti na sua resposta. O seu livro In principio era la meraviglia— Le grandi questioni della filosofia antica editado pela Laterza possui uma tradução brasileira pela Loyola: No princípio era a maravilha— As grandes questões da filosofia antiga:

https://www.youtube.com/watch?v=I_Mj1orEsck

n)       Intervista a Enrico Berti. O livro de Berti Sumphilosophein— La vita nell'Accademia di Platone lançado pela Laterza não possui, até o momento, uma edição brasileira:

https://www.youtube.com/watch?v=g95dIipDXcU

o)       Enrico Berti —"Politica" di Aristotele:

https://www.youtube.com/watch?v=0b6T-pHeu4o&t=320s

p)       Tradurre o tradire la Metafisica di Aristotele  Lectio Prof. Berti. “A Metafísica representa uma das obras mais extraordinárias do pensamento filosófico. Nesta edição com o texto [grego] ao lado, [apresentamos] a nova tradução e o comentário de Enrico Berti, o mais autorizado estudioso italiano de Aristóteles. A tradução se baseia no texto dos manuscritos da chamada ‘família alpha’, hoje reconhecidos como os mais confiáveis, porque não influenciados pelo comentário de Alexandre de Afrodísia e dos outros comentadores antigos. Essa [nova tradução] se diferencia daquelas disponíveis por seu caráter o mais literal possível, que adere ao texto grego colocando entre aspas os neologismos e as expressões técnicas introduzidas por Aristóteles. O texto original é aquele da edição Ross, mas se assinalam em notas todas as passagens nas quais a tradução se afasta dele. As notas ajudam a compreensão das passagens mais difíceis e dão conta do avanço dos estudos mais recentes. A introdução, enfim, propõe uma nova interpretação de conjunto da Metafísica de Aristóteles, que Enrico Berti amadureceu em mais de cinquenta anos de estudos.” (Trecho traduzido livremente por mim da Apresentação da Editora Laterza à tradução de Berti).

https://www.youtube.com/watch?v=l7CdFtiPi-w&t=1356s

q)       Ainda sobre a fortuna da Metafísica e as razões de uma nova tradução. “‘Tendo-me recentemente desafiado com a árdua tarefa de traduzir a Metafísica de Aristóteles, o livro talvez mais difícil de toda a história da filosofia, deparei-me com uma série de problemas, alguns dos quais previstos e outros, ao contrário, imprevistos, [mas] que tornaram a empresa, além de árdua, também fascinante.’ Enfrentando problemas inerentes à transmissão do texto, à tradução e à interpretação, Berti mostra — contra uma leitura teologizante — o traço problemático da filosofia aristotélica: a metafísica não é nem teologia, nem ontologia, mas ciência das causas primeiras.” (BERTI, Enrico. Tradurre la Metafisica di Aristotele. Brescia: Morcelliana, 2017. [Collana: PICCOLI FUOCHI] A tradução livre é minha):

https://www.youtube.com/watch?v=0JsXFm77WHY

r)        La ragione all’infinito? Somente com as suas próprias forças, o homem certamente não é capaz de compreender o infinito, de abraçá-lo ou exauri-lo, pois isto seria até mesmo contraditório, já que tornaria finito o infinito. Todavia, a razão pode compreender a necessidade do infinito, vale dizer, que deve haver um infinito. Em filosofia, uma posição deste tipo é tradicionalmente chamada metafísica. No princípio, com Platão e Aristóteles, a palavra metafísica era entendida como uma filosofia que reconhece, com a razão, a necessidade de que exista qualquer coisa que transcenda a experiência, que esteja além da nossa experiência e que esta coisa seja o princípio do qual a realidade inteira depende. É mister precisar, contudo, que o termo infinito tanto em Platão quanto em Aristóteles tem um sentido quase sempre negativo, indicando aquilo que não está completo, que não é perfeito. Contudo, o infinito de que aqui se fala é o incondicionado, o absoluto, Deus. Destarte, o que se quer afirmar é que a filosofia está em grau de conhecer a necessidade de Deus; embora não seja apta para conhecer a essência de Deus, nem penetrar-lhe os mistérios e as intenções, a filosofia é capaz de compreender que, sem este princípio, a realidade inteira não se explica. A filosofia antiga se dá conta de que a realidade na sua totalidade não se explica por si, é uma grande questão, um grande problema, cuja única resposta possível está em qualquer coisa que transcende esta realidade:

https://www.youtube.com/watch?v=Ls4BPxnI5jk&t=748s

 Sobe |    
  Copyright © filosofante.org.br 2008 - Todos Direitos Reservados