Várzea Grande/MT,
-
2 Usuários Online
Já temos  visitas
desde o dia 03/03/2008
  MENU
  FILOSOFIA
  TEOLOGIA
- Sites de Teologia
- Sites de Filosofia
- A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
- Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
- Deus é um seio – Narrativas evangélicas
- Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
- Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Tomás de Aquino
Postado em:02/04/2016 às 15:51 
A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
Como diria Gonzaguinha, começaria tudo outra vez, se preciso fosse! Certamente não da mesma forma, até porque  nu...
Postado em:28/03/2015 às 23:49 
Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
Apesar de lançado agora, há muito escrevi este artigo. O autor do livro do Eclesiástico afirma: “Não ordenou a ninguém s
Postado em:01/03/2015 às 15:28 
Deus é um seio – Narrativas evangélicas
No filme de Mel Gibson, A Paixão de Cristo, o que mais me impressionou foi a absoluta fidelidade de Nosso Senhor a Ele m
Postado em:17/12/2014 às 12:34 
Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
Um dos rituais judaicos para expiação dos pecados consistia no fato de toda comunidade colocar as mãos sobre um bode e c
Postado em:30/09/2014 às 17:54 
Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Há muito escrevi este texto. Não faço ideia em que gênero literário enquadrá-lo.  Também não julgo que seja desti...
Trabalhos Acadêmicos
por: - Data:15/06/2010 às Horário: 04:34
As Provas da Existência de Deus em Tomás de Aquino
Anexos do Artigo: 

Este trabalho é uma pesquisa que versa acerca da questão da existência de Deus na obra de Tomás de Aquino. Nossa investigação chama a atenção do leitor para o contexto desta questão no século XIII, século em que viveu Tomás. O Frade Dominicano julga que a existência de Deus não é evidente para nós, e, por isso, se se quiser saber – no âmbito de um discurso filosófico – se, de fato, Deus existe, é necessária uma demonstração.

A partir do conceito de conhecimento no pensamento do Frade de Roccasecca, guiar-nos-emos para demonstrar que é possível se provar a existência de um ente metafísico pela razão, sem necessidade da fé ou da revelação divina. Queremos mostrar que, na obra do Aquinate, a questão da existência de Deus é de escopo também filosófico. Frisamos também que o nosso texto quer acentuar que, em Tomás, a prova da existência de Deus depende da experiência sensível, e, portanto, que ela é a posteriori. É da alçada do nosso trabalho ressaltar a força, a coerência e a validade lógica da prova da existência de Deus na filosofia de Tomás. Nosso estudo não quer, no entanto, entrar em discussão com outras ciências ou autores da própria filosofia sobre a mesma questão, mas apenas manifestar a resposta, e a provável solução, que o Frade de Roccasecca dá para a mesma. Não obstante, queremos apontar para o fato de o Frade Mendicante ter seguido uma linha de argumentação diversa da de outros pensadores cristãos.

Segue anexa: versão revista e corrigida pelo autor

 Sobe |    
   Documentos da notícia:
 AS_PROVAS_DA_EXISTENCIA_DE_DEUS.pdf
  Copyright © filosofante.org.br 2008 - Todos Direitos Reservados