Várzea Grande/MT,
-
2 Usuários Online
Já temos  visitas
desde o dia 03/03/2008
  MENU
  FILOSOFIA
  TEOLOGIA
- Sites de Teologia
- Sites de Filosofia
- A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
- Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
- Deus é um seio – Narrativas evangélicas
- Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
- Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Tomás de Aquino
Postado em:02/04/2016 às 15:51 
A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
Como diria Gonzaguinha, começaria tudo outra vez, se preciso fosse! Certamente não da mesma forma, até porque  nu...
Postado em:28/03/2015 às 23:49 
Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
Apesar de lançado agora, há muito escrevi este artigo. O autor do livro do Eclesiástico afirma: “Não ordenou a ninguém s
Postado em:01/03/2015 às 15:28 
Deus é um seio – Narrativas evangélicas
No filme de Mel Gibson, A Paixão de Cristo, o que mais me impressionou foi a absoluta fidelidade de Nosso Senhor a Ele m
Postado em:17/12/2014 às 12:34 
Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
Um dos rituais judaicos para expiação dos pecados consistia no fato de toda comunidade colocar as mãos sobre um bode e c
Postado em:30/09/2014 às 17:54 
Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Há muito escrevi este texto. Não faço ideia em que gênero literário enquadrá-lo.  Também não julgo que seja desti...
Ética e Política Tomásica
por: - Data:29/03/2010 às Horário: 00:22
O homem, na sua dimensão sócio-política, na Civitas de Tomás de Aquino
Anexos do Artigo: 

No desenvolvimento da temática, procederemos por tópicos. Analisaremos, antes de tudo, o homem enquanto animal social. Neste tópico, distinguiremos a sociabilidade das demais formas de associações gregárias. Em seguida, passaremos a destacar o papel preponderante da linguagem na construção da sociedade humana. Posteriormente, destacaremos o nascimento da civitas como a forma mais eloquente de sociedade entre homens, no plano natural.

Postas estas bases, analisaremos o homem como animal político, distinguindo, sem separá-las: sociabilidade e politicidade. Ao longo do texto veremos que há uma interdependência entre elas. Ora, verificando que a forma mais alta de manifestação da politicidade é o Estado, tentaremos fundamentar a necessidade da sua existência. Como, de resto, pleitearemos demonstrar que o Estado não se mantém sem a existência de uma autoridade, esforçar-nos-emos por mostrar a intrínseca ligação existente entre Estado e autoridade. Além disso, declinaremos as formas de governo acenadas por Tomás. Antes de qualquer coisa, as formas corrompidas; depois, as formas justas. Enfim, a melhor forma de governo segundo Tomás e a necessidade de toda forma de governo justa ser conforme a virtude. Por fim, não poderíamos deixar de distinguir, ainda que concisamente, a civitas de Tomás da pólis de Aristóteles. Seguir-se-ão as considerações finais.

 Sobe |    
   Documentos da notícia:
 Homem_Dimensao_Socio_Politica_Civitas_Tomas_Aquino.pdf
  Copyright © filosofante.org.br 2008 - Todos Direitos Reservados