Várzea Grande/MT,
-
1 Usuário Online
Já temos  visitas
desde o dia 03/03/2008
  MENU
  FILOSOFIA
  TEOLOGIA
- Sites de Teologia
- Sites de Filosofia
- A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
- Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
- Deus é um seio – Narrativas evangélicas
- Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
- Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Tomás de Aquino
Postado em:02/04/2016 às 15:51 
A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
Como diria Gonzaguinha, começaria tudo outra vez, se preciso fosse! Certamente não da mesma forma, até porque  nu...
Postado em:28/03/2015 às 23:49 
Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
Apesar de lançado agora, há muito escrevi este artigo. O autor do livro do Eclesiástico afirma: “Não ordenou a ninguém s
Postado em:01/03/2015 às 15:28 
Deus é um seio – Narrativas evangélicas
No filme de Mel Gibson, A Paixão de Cristo, o que mais me impressionou foi a absoluta fidelidade de Nosso Senhor a Ele m
Postado em:17/12/2014 às 12:34 
Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
Um dos rituais judaicos para expiação dos pecados consistia no fato de toda comunidade colocar as mãos sobre um bode e c
Postado em:30/09/2014 às 17:54 
Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Há muito escrevi este texto. Não faço ideia em que gênero literário enquadrá-lo.  Também não julgo que seja desti...
Cultura e Educação Tomasiana
por: - Data:08/03/2010 às Horário: 16:57
O caráter antirracionalista do pensamento de Tomás de Aquino
Anexos do Artigo: 

É interessante e ao mesmo tempo muito triste observar que uma das acusações mais repetidas contra os escolásticos, especialmente contra Tomás, é a de terem erigido sistemas racionalistas. Nada mais injusto do que tal juízo! Se existe algo que o homem medieval herda do cristianismo e que se torna notório em toda a Idade Média, é uma postura antirracionalista frente à realidade que o cerca.

Mas o que é o racionalismo? O racionalismo, de forma geral, consiste em pensar que tudo o que seja cognoscível ou que se pode conhecer está ao alcance da razão. Há vários tipos de racionalismo. Há o racionalismo idealista e há o racionalismo empirista. Entretanto, existe algo em comum em todos eles: a convicção de que a razão é capaz de exaurir toda a realidade que nos cerca. Diferentemente do racional, que acredita que a razão tem um poder limitado e não pode abarcar tudo o que há de cognoscível, o racionalista atribui a razão um poder ilimitado.

O antirracionalista é aquele que reconhece a inépcia da razão para captar toda a cognoscibilidade do real, sem descurar, todavia, que estas realidades, incognoscíveis quoad nos, existam e sejam cognoscíveis in se. Tomás de Aquino, por exemplo, acreditava que, em relação a Deus, podemos saber se é – ant est – mas não temos como conhecer o seu quid est. Por conseguinte, ao contrário do racionalista, o antirracionalista crê que há verdades certas e necessárias, conquanto não demonstráveis por nossa lógica racional.

 Sobe |    
   Documentos da notícia:
 Carater_Anti_Racionalista_Pensamento_Tomas_Aquino.pdf
  Copyright © filosofante.org.br 2008 - Todos Direitos Reservados