Várzea Grande/MT,
-
2 Usuários Online
Já temos  visitas
desde o dia 03/03/2008
  MENU
  FILOSOFIA
  TEOLOGIA
- Sites de Teologia
- Sites de Filosofia
- A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
- Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
- Deus é um seio – Narrativas evangélicas
- Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
- Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Tomás de Aquino
Postado em:02/04/2016 às 15:51 
A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
Como diria Gonzaguinha, começaria tudo outra vez, se preciso fosse! Certamente não da mesma forma, até porque  nu...
Postado em:28/03/2015 às 23:49 
Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
Apesar de lançado agora, há muito escrevi este artigo. O autor do livro do Eclesiástico afirma: “Não ordenou a ninguém s
Postado em:01/03/2015 às 15:28 
Deus é um seio – Narrativas evangélicas
No filme de Mel Gibson, A Paixão de Cristo, o que mais me impressionou foi a absoluta fidelidade de Nosso Senhor a Ele m
Postado em:17/12/2014 às 12:34 
Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
Um dos rituais judaicos para expiação dos pecados consistia no fato de toda comunidade colocar as mãos sobre um bode e c
Postado em:30/09/2014 às 17:54 
Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Há muito escrevi este texto. Não faço ideia em que gênero literário enquadrá-lo.  Também não julgo que seja desti...
Teologia Tomásica
por: - Data:27/01/2010 às Horário: 01:07
O ato de fé como ato da pessoa
Anexos do Artigo: 

Neste artigo pretendemos defender que o ato de fé é um ato da pessoa. Com efeito, segundo o Concílio Vaticano I, a fé consiste no ato pelo qual o homem presta à Revelação de Deus, um obséquio (obsequium) pleno do intelecto e da vontade. Agora bem, segundo Garrigou-Lagrange, exímio conhecedor do pensamento de Tomás, “(...) a pessoa é um sujeito inteligente e livre (...)”. Destarte, a fé é um ato pessoal, um ato da pessoa, posto que procede do intelecto e da vontade do sujeito que crê. Ora, o objetivo deste texto é mostrar que é a pessoa quem crê e não simplesmente as suas faculdades racionais, isto é, o seu intelecto e a sua vontade. Procederemos da seguinte forma: antes de tudo, definiremos em que consiste ser pessoa; a seguir, esforçar-nos-emos por definir em que consiste ser inteligente e livre; dando sequência, empenhar-nos-emos por distinguir os dois modos de atos livres; continuando, procuraremos precisar o que é ter fé; depois, tentaremos mostrar a unidade intrínseca que existe entre espírito e matéria, com o objetivo de assinalar a unidade intrínseca que envolve as faculdades e o sujeito da ação. Enfim, passaremos às considerações finais deste ensaio.

A nossa principal fonte será a Summa Theologiae de Tomás de Aquino, na sua mais recente tradução brasileira, empresa de fôlego das Edições Loyola, que resultou no aparecimento dos nove volumes, entre os anos de 2001 a 2006. Valer-nos-emos, ademais, de dois textos de comentadores: Crer, Esperar e Amar, de Josep Pieper, com tradução de Luiz Jean Lauand, e A Psicologia da Fé, obra do jesuíta gaúcho Leonel Franca, editada pela Agir.

 Sobe |    
   Documentos da notícia:
 Ato_de_Fe_da_Pessoa.pdf
  Copyright © filosofante.org.br 2008 - Todos Direitos Reservados