Várzea Grande/MT,
-
1 Usuário Online
Já temos  visitas
desde o dia 03/03/2008
  MENU
  FILOSOFIA
  TEOLOGIA
- Sites de Teologia
- Sites de Filosofia
- A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
- Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
- Deus é um seio – Narrativas evangélicas
- Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
- Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Tomás de Aquino
Postado em:02/04/2016 às 15:51 
A Ética Filosófica em Tomás de Aquino
Como diria Gonzaguinha, começaria tudo outra vez, se preciso fosse! Certamente não da mesma forma, até porque  nu...
Postado em:28/03/2015 às 23:49 
Humildade e exaltação: A dinâmica do amor
Apesar de lançado agora, há muito escrevi este artigo. O autor do livro do Eclesiástico afirma: “Não ordenou a ninguém s
Postado em:01/03/2015 às 15:28 
Deus é um seio – Narrativas evangélicas
No filme de Mel Gibson, A Paixão de Cristo, o que mais me impressionou foi a absoluta fidelidade de Nosso Senhor a Ele m
Postado em:17/12/2014 às 12:34 
Marxismo: A “sacrossanta” anulação do amor ao próximo por amor à humanidade
Um dos rituais judaicos para expiação dos pecados consistia no fato de toda comunidade colocar as mãos sobre um bode e c
Postado em:30/09/2014 às 17:54 
Deus, Filosofia e Vida – Uma primeira aproximação
Há muito escrevi este texto. Não faço ideia em que gênero literário enquadrá-lo.  Também não julgo que seja desti...
Trabalhos Acadêmicos
por: - Data:12/04/2009 às Horário: 14:47
A visão de Santo Agostinho sobre o tempo
Anexos do Artigo: 

Este trabalho é um estudo sobre a temática do tempo, em Agostinho. Pretendemos nele mostrar que, inobstante as argutas análises de Agostinho sobre o tema sejam quase sempre remetidas ao escopo da sua psicologia, o fundamento último de toda a sua abordagem reside na sua metafísica. Mais precisamente no tratado da criação, que é justamente o tratado que segue imediatamente à problemática do tempo, na obra em que Agostinho versa sobre ambos de maneira mais sistemática, a saber, as Confissões. Por conseguinte, na nossa pesquisa, privilegiaremos a supradita obra.

Ademais, antes de contemplarmos a questão do tempo enquanto tal, dedicaremos um capítulo para acurar alguns aspectos relevantes sobre o conceito de criação e de criatura em Agostinho, que nos ajudarão, deveras, a melhor situar a própria questão do tempo. Em seguida, adentraremos na questão do tempo propriamente dita, mostrando a intrínseca correlação que a noção de temporalidade tem com o conceito de criatura no pensamento de Santo Agostinho.

Desta feita, alentamos dar assim uma modesta contribuição no sentido de destacar, como, em Agostinho, Deus e a própria metafísica são como os epicentros geradores, dos quais decorrem todos os demais conceitos basilares da sua obra. Com efeito, todos os temas que lhe são caros, quais sejam, o da beatitude, o do homem enquanto pessoa, e o próprio enigma do tempo, pensamos que só possam ser satisfatória e adequadamente assimilados dentro de um quadro orgânico e coeso, quando os abordamos no contexto do mistério de Deus e da conversão do homem Agostinho a Ele, evento verdadeiramente paradigmático para o cristianismo e para a própria cultura do ocidente.

Palavras-Chaves: Tempo – Sucessão – Criatura

 Sobe |    
   Documentos da notícia:
 Agostinho_Tempo.pdf
  Copyright © filosofante.org.br 2008 - Todos Direitos Reservados